logo federação
43 ANOS
logo federação
Principal Estatuto Disciplinar Rel. Anual Diretoria História Contato Localização
Notícias Fotos Vídeos Mídias Colunas Biblioteca
Enquetes Eventos Galeria de Honra Fundo do Baú Publicações
Atletas Clubes Regulamentos Calendário Resultados Campeonato Recordes
FUNDO DO BAÚ
voltar ao menu
CRIAÇÃO DOS CAMPEONATOS CENTRO BRASILEIROS
1. PRIMEIRO CAMPEONATO CENTRO-BRASILEIRO (1973)

Em 1972, Dr. Antônio Martins Guimarães, vítima de uma grave doença deixava a presidência da Confederação Brasileira de Tiro. Em seu lugar foi eleito por unanimidade o Coronel da Reserva Hugo de Sá Campello Filho, apoiado por todas as federações devido ao seu eficiente trabalho organizando o IV Campeonato Sul-Brasileiro, realizado no Rio de Janeiro e vencido brilhantemente pela equipe brasileira, que contou com a participação de dez delegações da América do Sul.

Dr. Guimarães não pode concretizar o seu sonho de ver a realização de três campeonatos regionais, levando o Tiro Esportivo para todas as regiões do País, porém deixou um importante legado para o seu sucessor. Os campeonatos regionais foram de grande relevância para o desenvolvimento do Tiro Esportivo, uma vez que com o surpreendente crescimento do número de atiradores participantes do Campeonato Brasileiro, era quase impossível promover um campeonato de tal magnitude no velho estande da Vila Militar, fundado em 1917. Por essa razão foram organizados os campeonatos regionais, diluindo o número de competidores pelos eventos programados nos estados, aliviando o estande da Vila Militar.

Através dessa decisão o Tiro Esportivo viveu um grande momento de crescimento e de projeção, com a construção de novos estandes, filiação de vários atiradores, surgimento de novos clubes, abertura da importação de armas e munições pelas federações e importantes títulos internacionais conquistados.

Assim, o Coronel Sá Campello cumpriu a sua parte e deu continuidade aos campeonatos regionais, promovendo em 1973 no estande do Barro Branco, da Academia da Polícia Militar de São Paulo o I Campeonato CENBRA, com as participações das federações do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e do Espírito Santo. Posteriormente, deu seqüência alternando anualmente as sedes dos campeonatos nesses estados. A Federação Brasiliense criada também em 1973 veio se juntar aos CENBRAs em 1974.

Em 1975 aconteceu um fato relevante e histórico com o retorno do Tiro ao Prato ao Tiro Esportivo, filiando-se à CBTA e desligando-se da Confederação Brasileira de Caça e Tiro, sendo que as provas de skeet e fossa passaram a ser disputadas juntamente com o tiro à bala a partir de 1977. Foi uma volta aguardada para o crescimento do esporte, mas que demorou a acontecer, pois, desde 1942 o Tiro ao Prato estava sob o controle daquela entidade e não tinha uma projeção devida em eventos internacionais.

Dessa forma, os CENBRAS ganharam um novo impulso com os melhores atiradores de bala e prato do Brasil disputando provas simultâneas, permitindo um maior entrosamento e confraternização entre os atletas. Esse fato foi fundamental para uma melhor participação nas provas internacionais que vieram a seguir, notadamente os Torneios Benito Juarez e os Campeonatos das Américas, onde ocorriam provas de todas as modalidades do Tiro. Foi sem dúvida um período de grandes conquistas e títulos para o Tiro Brasileiro.

A partir de 1983 a Federação Paulista de Tiro ao Alvo (10/06/1946) preferiu se afastar, por motivos desconhecidos dos CENBRA e passou a disputar os SULBRA até 1988, quando retornou definitivamente às provas do CENBRA.

2. CONCLUSÕES

Os campeonatos regionais NORTE-NORDESTE, CENBRA E O SULBRA se tornaram necessários e famosos, ficando somente atrás em importância dos campeonatos brasileiros. Vários atiradores despontaram em várias categorias, como as damas e os juniores, e vieram a fazer parte de equipes nacionais, brilhando em provas internacionais. O rodízio de sede foi outro fator relevante, pois permitiu uma grande confraternização e transparência entre atiradores e seus familiares. Era uma grande festa que infelizmente sofreu interrupções e hoje infelizmente constatamos que a CBTE, por várias razões, não deu continuidade à programação dos campeonatos regionais.

Os CENBRA viveram momentos memoráveis, com um expressivo número de participantes, marcas e recordes estabelecidos em campeonatos com estandes de bons níveis técnicos, como foram os estandes do Clube do Barro Branco (São Paulo); Clube Mineiro de Caçadores e o Estande das Mangabeiras (Polícia Militar de Minas Gerais); General Darcy Lázaro (Brasília) e o Estande Nacional da Vila Militar (Rio de janeiro).

3. RESULTADOS DOS CAMPEONATOS CENTRO-BRASILEIROS

NR ANO LOCAL FED CAMPEÃ OBS

I 1973 São Paulo FPTA Bala

II 1974

III 1975

IV 1976 Brasília FPTA Bala + Skeet

V 1977 Belo Horizonte FPTA Bala/Prato

VI 1978 São Paulo FPTA Bala/Prato

VII 1979 Belo Horizonte Bala/Prato

VIII 1980 Rio de Janeiro FPTA Bala/Prato

IX 1981 São Paulo FPTA Bala

X 1982 Belo Horizonte FTRJ Bala

XI 1983 Brasília FTRJ Bala

XII 1984 Rio de Janeiro FTRJ (Avulso) Bala/Prato

XIII 1985 Belo Horizonte FTRJ Bala/Prato

XIV 1986 Brasília Bala

XV 1987 Rio de Janeiro FEsTA Bala

XVI 1988 Belo Horizonte FTRJ Bala

XVII 1989 Belo Horizonte Bala

XVIII 1990 Rio de Janeiro FTRJ Bala

XVII 1991 Rio de Janeiro FTRJ Bala

XXII 1993

XXIII 1994

XXIV 1995 Rio de Janeiro FPTA

XXV 1996

XXVI 1997 Belo Horizonte

XXVII 1998 Brasília

XXVIII 1999 Americana FPTA Bala/Prato

XXIX 2000 Americana

XXX 2001 Brasília I Copa DF

XXXI 2002 Brasília

XXXII 2008 Rio de Janeiro (CNTE) IX Copa
Instrutores Credenciados Wir Equipamentos Gregory Armeiro Camping & Cia Paula Carvalho - Avaliação Psicológica
Blog Tiro Olímpico Blog Primeiros Tiros
Principal  |  Estatuto  |  Disciplinar  |  Rel. Anual  |  Diretoria  |  História  |  Contato  |  Localização  |  Notícias  |  Fotos  |  Vídeos  |  Mídias  |  Colunas  |  Biblioteca
Enquetes  |  Eventos  |  Fundo do Baú  |  Publicações  |  Atletas  |  Clubes  |  Regulamentos  |  Calendário  |  Resultados  |  Campeonato  |  Recordes
Av. Colares Moreira, 444 sala 646 B - Jardim Renascença - São Luís - MA - 65075-441 (98) 3251-3535